Informática a Preço de Banana!

quarta-feira, 22 outubro, 2008

É isso ai galerinha, achei um site onde pode-se encontrar muita coisa barata, segue o link:

Informática a preço de banana!

Anúncios

Mercado Livre, porque não?

quarta-feira, 17 setembro, 2008

Boa noite pessoal.

Eu vim aqui escrever um pouco sobre o mercado livre.
Não sou nenhuma referência (ainda) na blogosfera, bem como não costumo atualizar esse blog com freqüência. Mas meus anos de experiência em informática devem valer pra alguma coisa (tô tentando descobrir o que, assim que souber eu juro que conto!). Mas porque não dar minha opinião sobre uma ferramente muito difundida no mundo digital, bem como uma mão na roda de qualquer Geek.

Eu adoro comprar pela internet! Tem coisa melhor que não perder tempo em trânsito pra ir a uma loja e comprar um produto? Quem mora em São Paulo sabe como é, nem tudo é tão perto quanto parece (o bendito trânsito acaba deixando tudo muito longe) e como as lojas só funcionam em horário comercial (básico, não?), muitas vezes não temos tempo pra ir a lojas, visto que esse horário, por ironia do destino, é o mesmo que estamos trabalhando. Sensacional, não?

Então porque não comprar pela internet?
Se você é um desses maníacos psicopatas que acham que estão sendo rastreados de todos os lados, que compra por internet não são seguras e que vão roubar a senha do seu cartão: SIMPLES! Compre por boleto bancário, faça o pagamento em uma lotérica (prefiro lotérias a bancos pela fila, alias, fila é algo que o brasileiro adora né? Devo ser de outro planeta.) e pronto! Seja feliz esperando o seu produto chegar em casa. O mais magnífico é que você não precisa nem estar em casa (no caso de quem mora em prédios), o porteiro mesmo recebe, e quando você chega do trabalho (nem esperando que isso ocorra, lógico) lá vem o porteiro com um encomenda.
Nunca gostei tanto de papel e envelope pardo, na minha vida inteira! Juro! Ainda mais se ele vem com uma etiqueta colada e presa com fita adesiva para garantir que não caia.

Bom, muita gente tem receio do mercado livre. Pois saibam que o mercado livre mudou muito, hoje é muito mais segura do que a anos atras.

Mas como fazer uma boa compra?
Simples. Busque o que você quer (não seja tão categórico, lembre que há muitos vendedores que não colocam o nome completo do produto em seus anúncios, portanto faça várias buscas com termos diferentes, mas ligados entre sí), escolha a listagem de produto por menor preço (o mais legal do mercado-livre é que há produtos muito mais baratos que em lojas convencionais), escolha o vendedor com uma reputação boa (não precisa ser o melhor do mercado livre, mas qualificações positivas a cima de 75% e mais de 100 qualificações já são um bom índice). Na dúvida verifique as qualificações do usuário, num custa nada e você pode evitar várias dores de cabeça.

SEMPRE PERGUNTE QUAL O FRETE! os preços dos anúncios raramente cobrem o frete. Mas acredite, o frete sai muito mais barato que buscar o produto (ao menos que você vá de metro, a pé ou se teletransporte). Mas no quesito segurança, buscar o produto em mãos é uma boa opção.

CLIQUE EM COMPRAR APENAS UMA VEZ! Se sua conexão é lenta, o site do mercado livre não tem muito o que te ajudar. Se clicar em comprar mais de uma vez serão vendidos mais de um produto e pelas normas do mercado livre você terá que pagar por todos.

ANGARIE QUALIFICAÇÕES POSITIVAS! Honre suas compras e vendas, é o melhor jeito de se tornar um bom usuário do mercado-livre e com isso facilitar as coisas para o seu lado.

OFEREÇA CONTRA PROPOSTAS! Pechinchar não é crime e o brasileiro tem o mau hábito de não fê-lo. Só lembre-se que a proposta tem que ser viável para ambos os lados. Mas PELO AMOR DE DEUS faça isso antes de clicar em comprar.

RASTREIE SUA ENCOMENDA! Ainda mais quando o prazo for longo, é bom saber como vai seu pacote maravilhoso.

RECEBA EM CASA E SEJA FELIZ! Venda concluída. Não se esqueça de qualificar o vendedor depois da compra, é importante para os outros usuários do mercado-livre.

Outra coisa legal do mercado livre é que há uma opção de pagamento que chama MERCADO PAGO, onde você só libera o pagamento após receber o produto em casa. Nessa modalidade você pode pagar pelo cartão de crédito, inclusive.

Bom pessoal, eu já fiz várias compras no mercado-livre. Acho uma ótima ferramenta (quando bem utilizada, e vocês viram que não tem muito segredo) e que só vem nos ajudar! Nunca comprei nada de grande valor (até mesmo porque não sou um cara de grandes posses), mas já comprei processadores e inclusive minha última aquisição foi uma HD externa (para fazer backup e formatar meu computador).

Bom, acho que é isso…
Caso você ainda tenha alguma dúvida, queira uma dica, ou só queira me encher o saco, utilize o espaço de comentários. Responderei com o maior prazer.

Até logo, abraço a todos.


Instalando placas em seu computador

segunda-feira, 8 setembro, 2008

Chega de ficar gastando dinheiro com mão de obra em assistência técnica. Chega de ficar instalando mais coisas do que você realmente precisa para rodar sua placa nova, sugeridas por assistencias técnicas. Chega de ficar pra taz, seu computador merece um UPGRADE!

Mas como fazer um Upgrade?
Como trocar as placas meu computador?
Como instalar placas novas no meu computador?

Acreditem amigos, não é tão complexo quanto parece.

Primeiro de tudo, você precisa saber o que seu computador possui atualmente e até onde ele pode ir, sem precisar trocar um zilhão de peças. Em fim, qual a compatibilidade das suas placas.

Para descobrir esse grande mistério da informática, existe um programinha simples. Chama-se AIDA32 (http://kaster-net.de/download/aida3942.zip). Porem o programa foi comprado pela Lavalys, e agora chama-se EVEREST e passa a ser pago. O link que eu passei é do AIDA32 mesmo, que é gratuito por definção (sendo assim, por o programa ser freeware não há como enquadrar o link como pirataria).

O AIDA32, apenas informa quais os componentes instalados no seu computador. Apartir da lista gerada pelo programa você pode encontrar informações de compatibilidade no site do desenvolvedor, ou muitas vezes em qualquer pesquisa feita ai pelos inúmeros mecanismos de busca presentes hoje na internet.

Ok, mas o que é crucial?

O mais importante, mas não o único (claro), é a Placa Mãe. Conforme o modelo da placa-mãe você pode descobrir muitas coisas, por exemplo:

  • Processador e Socket (AMD ou INTEL e pelo socket saber a versão. Por exemplo: Socket AM2 serve pra processadores AMD x2 (Athlon 64×2 e até mesmo alguns Sempron core solo, mas que já se enquadram nessa arquitetura de 940 pinos);
  • Tipo, freqüência e capacidade máxima de memória RAM (DIM, DDR, DDR2, DDR3 e por aí vai. 400MHz, 553, 667MHz, 800MHz, etc. Max. de 2GB, 4GB, 8GB, 16GB…);
  • Tipos de placas de expansão (PCI, PCI-e 16x, PCI-e 1x, AGP, etc);
  • Tipos de drives que podem ser instalados (IDE ou PATA, Serial ATA ou SATA, Serial ATA ou SATAII);
  • Quantos drives podem ser instalados (dependendo do número de conectores IDE ou SATA/SATAII);
  • Números de coolers/fans que podem ser instalados;
  • Tipos de Coolers que podem ser instalados (Com controle de temperatura automático, com controle de rotação automático ou manual, sem controle de temperatura/rotação)
  • Número de portas USB e de som que podem ser instaladas (de fábrica, não com expansões);
  • E por último, se há uma BIOS mais recente que a sua.

Claro que alguns componentes não se restringem somente a placa mãe, mas pelos itens citados a cimda dá pra ter uma noção de quão importante ela é.

Agora, tem coisas que não dependem nem um pouco de placa mãe. Por exemplo, se você resolver comprar uma placa de vídeo de 1GB, ou uma HD de 1TB (estou exagerando ok, mas saibam que esses números existem de verdade!), por mais que sua placa mãe suporte ambas, algumas outras coisas devem ser levadas em conta. Pra começo de conversa, para rodar uma placa de vídeo dessa e até mesmo a HD é necessário ficar atento a fonte do computador. Nada menor que 500 watts REAIS pode aguentar coisas como essas. E ainda mais, que adianta ter 1GB de vídeo ou 1TB de HD se você tem 256MB de memória RAM? Só vídeo não vai melhorar a performance do seu jogo preferido que rodava a 5fps com a placa antiga. Assim como só HD não resolve o problema de velocidade do seu PC (ainda mais porque a cota de armazenamento de arquivo de paginação, pra quando sua memória RAM não dá conta do serviço, é medida em %. Lembrem-se que 10% de 1TB são 100GB! Já deu pra notar o espaço de HD que você perde né?). Portanto: além de conhecimento da capacidade de seu micro, também é recomendável o BOM SENSO!!!

Bom, chega de lero-lero… Você já tá com td Ok!

1º de tudo: TIRE O COMPUTADOR DA TOMADA!!!
É IMPORTANTÍSSIMO QUE NÃO HAJA ENERGIA ESTÁTICA QUANDO ESTIVER MECHENDO NO COMPUTADOR ABERTO!!! Para tanto: calçados com solado de borracha e uma pulseira anti-estática são recomendáveis!

Pegue uma chave Phillips e abra a tampa lateral do computador. Localize a placa a ser trocada.

No caso de memória, é só soltar os clips que prendem a memória, retirá-la e colocar uma nova.

Se for uma placa de expansão: Tire o parafuso da placa atual, solte o clip que a prende (se for o caso), tire a placa antiga e coloque a nova.

Se for um processador: Solte os cabos do cooler, solte o(s) clip(s) que prende(m) o cooler, retire o processador antigo, coloque o processador novo (espalhe um pouco de pasta térmica sobre o processador novo antes de colocá-lo no lugar do velho), coloque o cooler por cima, prenda o(s) clip(s), ligue os cabos do cooler e pronto!

Se for um drive novo: Veja se há espaço para mais um drive nos flat cables ou conectores SATA, além de verificar se há cabo de fonte sobrando. Caso negativo existem extensores para os 3 tipos no mercado (só não vai achando que dá pra ligar 50hds em um computador comum). Caso for só a troca: retire os cabos do drive, retire os parafusos que o prende no gabinete, coloque o drive novo, coloque os parafusos, coloque os cabos.

ATENÇÃO: Ao trabalhar com drives é importanta saber qual vão ser os principais (MASTERS) e quais vão ser os secundários (SLAVES). Em geral as BIOS das placas mães suportam 2 MASTERS e 2 SLAVES (1 slave pra cada master). A ligação corriqueira é 1 HD como MASTER e 1 HD como SLAVE da 1ª HD, 1 Leitor/Gravador como MASTER e 1 Leitor/Gravador como SLAVE. Para facilitar as coisas é importante deixar a HD principal de BOOT como PRIMARY MASTER (ou primeira MASTER), mas teóricamente isso não precisa ser seguido a risca.
O importante é notar se não há MASTERS ou SLAVES sobrando. Para isso localize no drive um adesivo que explica qual a posição que o JUMPER (uma pecinha de plastico que cobre uns pinos de metal) deve estar. O ideal seria todos em CABLE SELECT e por cabo colocar na ordem que eu citei a cima, o que evita erros, mas a escolha por JUMPERS também funciona.

Feche a tampa lateral do computador, religue o cabo de força na tomada e ligue o computador. Dá pra entrar na BIOS pra ver se o computador reconhece algumas placas. No mais, se não for nada crucial, deixe o sistema operacional rodar e instale os drivers que vieram com o CD da placa.

Se tudo der certo: Pronto, vc está com uma placa nova instalada. Rapidamente, sem deixar o computador na mão de estranhos, sem ter atrazos e dor de cabeça e com a certeza de que não foi tirada/substituida nenhuma peça e nem que comprou mais peças a toa.